Distúrbios do Sono

Uma das coisas das quais mais gosto de falar no tema “sono” é dividir com as pessoas meu aprendizado quanto à questão do número de horas que precisamos dormir por dia. Isso foi um divisor de águas em minha vida, e gostaria mesmo que o máximo de pessoas tivesse acesso a esse conhecimento. Acredito que pode fazer uma enorme diferença.

 

O número de horas de sono que cada um de nós precisa para ficar bem é INDIVIDUAL. Não é verdade que todos precisamos dormir 8 horas. Na realidade, a maioria de nós precisa de algo em torno de 7 a 8 horas de sono por dia.

 

No entanto, há aquelas pessoas que precisam de mais tempo para ficarem bem (10 horas de sono seguidas, 12 horas ou até mais.... Os GRANDES DORMIDORES são aquelas pessoas que precisam dormir, no mínimo, 8h 30 min de sono todos os dias. E, por isso, podem ter chance maior de ficarem privados de sono, já que os horários de trabalho ou estudo podem cortar o que seria necessário para que a pessoa levantasse bem, sentindo que dormiu o suficiente para ela. Essa informação pode responder muitas dúvidas de por que algumas pessoas estão sempre com sono, com um desempenho menor do que sua capacidade permitiria.

 

Já ouvi algumas vezes pessoas afirmarem que quem dorme muito é preguiçoso. E, claro, que essas pessoas não dizem isso do nada. Aprenderam assim. Ter uma necessidade de sono maior não significa preguiça. Estamos falando de uma necessidade biológica. Assim como comer, dormir é fundamental para termos saúde.

 

Por outro lado, há pessoas que dormem pouco e se satisfazem assim. Os PEQUENOS DORMIDORES são aqueles que precisam de, no máximo, 6h 30 min de sono.  A pessoa funciona bem durante o dia e dorme pouco à noite, porque precisa de pouco mesmo, e não há nada de errado com isso. às vezes, o pequeno dormidor encontra dificuldade em alinhar seu ritmo ao dos demais com quem convive. Pode ficar muito tempo sozinho em casa porque todos dormem ao seu redor e algumas pessoas se incomodam com isso.

Já presenciei algumas situações em consultório e fora dele em que a diferença nessa necessidade de horas de sono impactava o ritmo de uma vida a dois. Se um é grande dormidor e o outro é curto ou médio, muita negociação e compreensão será necessária para que ambos satisfaçam a sua própria necessidade. A quantidade de sono profundo que um curto dormidor faz, por exemplo, em 5h 30 min é a mesma que o longo dormidor leva, por exemplo, 10 horas para fazer. Foi constatado em pesquisas que o longo não tem mais sono profundo que o curto dormidor. Ele tem mais sono leve. Percebem a importância que nós divulguemos o máximo possível essa informação?

Quantas horas de sono é considerado "normal"?

Uma outra questão a ser considerada é que o número de horas de sono necessárias também varia com a idade num mesmo indivíduo.

 

Muitas vezes, não conseguimos dormir no nosso dia-a-dia a quantidade de horas de que realmente precisamos. Mas o fato de nos conscientizarmos do quanto isso é impactante para a saúde do corpo, da mente, do nosso humor, das nossas relações e do nosso desempenho pode já fazer diferença. Dentro do possível, precisamos nos organizar para nos dar esse presente. Se não é possível se fazer isso dentro da semana, tente, então, aumentar o número de horas dormidas no final de semana, deixando seu corpo te acordar espontaneamente, sem uso de despertador. Quando mesmo no final de semana não é possível dormir a quantidade desejada, é recomendado até tirar pequenos cochilos durante o dia (desde que o paciente não sofra de insônia, pois, nesse caso, os cochilos diurnos podem diminuir a pressão de sono para a noite).

 

E, na medida do possível, criarmos uma rotina de sono. Isso não quer dizer que não possamos sair, ir a uma festa, voltar tarde. Apenas que devemos respeitar nosso corpo, dando a ele esse alimento tão básico. Vamos tentar?

Fonte:

Tufik, Sergio. Medicina e biologia do sono / Sergio Tufik. – Barueri, SP: Manole, 2008.